Última hora
This content is not available in your region

WikiLeaks vai revelar 1 milhão de documentos antes do final do ano

WikiLeaks vai revelar 1 milhão de documentos antes do final do ano
Tamanho do texto Aa Aa

A WikiLeaks vai publicar, aproximadamente, um milhão de documentos relacionados com as eleições nos Estados Unidos e sobre os governos de três países.

Foi este o anúncio do fundador, Julian Assange, numa aparição por videoconferência, para assinalar o décimo aniversário da organização: “Enquanto estamos em posição para isso – espero ter mais 100 jornalistas a trabalhar, nos próximos dois anos – porque vamos precisar de um “exército”. Claro que não de um exército envolvido em hostilidades físicas, mas vamos precisar de um exército para nos defender da pressão que já se faz sentir.”

Assange procurou refúgio na embaixada do Equador, em Londres, durante os últimos quatro anos, para evitar uma eventual extradição. As eleições norte-americanas acontecem no próximo mês, mas Julien Assange diz que os documentos que vão ser publicados não vão prejudicar a imagem de Hillary Clinton – a candidata democrata à Casa branca.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.