EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Colombia: Negociações de paz com o ELN agendadas para 27 de outubro

Colombia: Negociações de paz com o ELN agendadas para 27 de outubro
Direitos de autor 
De  Dulce Dias com EFE, Noticias Caracol, AP, AFP, BBC
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A fase pública das negociações decorrerá no Equador. As negociações entre as autoridades colombianas e o ELN começaram em janeiro de 2014, de forma secreta

PUBLICIDADE

O presidente colombiano está cada vez mais empenhado em pacificar o país. Desta vez, Juan Manuel Santos cimentou o caminho para um acordo de paz com o Exército de Libertação Nacional, o segundo grupo guerrilheiro do país.

Anuncian #Colombia y #ELN fecha para inicio de diálogos de #pazhttps://t.co/hyMzvF4IMHpic.twitter.com/6b3D5t1Yzv

— FOROtv (@Foro_TV) October 11, 2016

A decisão de abrir negociações formais com o ELN foi tomada em Caracas, na Venezuela.

“No próximo dia 27 de outubro começará, no Equador, a fase pública das negociações com o ELN, sobre a agenda que se deu a conhecer no passado 30 de março”, anunciou Juan Manuel Santos. O presidente colombiano continuou: “Para que isto aconteça, foi essencial que se tenha iniciado o processo de libertação, de forma a que não haja, nunca mais, reféns do ELN na Colômbia.”

De facto, o grupo guerrilheiro libertou, esta segunda-feira, em Arauca, um terceiro refém, Nelson Alarcon, um produtor de arroz capturado há três meses e que foi entregue à Cruz Vermelha.

#VIDEO ELN liberó a Nélson Alejandro Alarcón, último de los arroceros que secuestró en agosto pasado: https://t.co/6DCCPgnINNpic.twitter.com/WzULgNOq6u

— BluRadio Colombia (@BluRadioCo) October 11, 2016

Embora se desconheça o número exato de reféns ainda em poder do grupo, fundado em 1964 por influência da revolução cubana, o ELN prometeu libertar mais duas pessoas nos próximos dias.

Gob. colombiano y #ELN inician proceso de paz. Conozca la ubicación de este grupo insurgente https://t.co/1sZdycaJ9Ppic.twitter.com/NxoAIdcx7N

— teleSUR TV (@teleSURtv) October 11, 2016

As negociações entre as autoridades colombianas e o ELN começaram em janeiro de 2014, de forma secreta, eventualmente encorajadas pelo diálogo público que, desde novembro de 2012, era levado a cabo em Havana, Cuba, com as FARC, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

Entérate cómo se desarrollaron encuentros secretos entre el #ELN y el Ejecutivo de #Colombiahttps://t.co/lLxhVHcv8Gpic.twitter.com/6idI3yaDx0

— teleSUR TV (@teleSURtv) October 11, 2016

#CRONOLOGÍA | El camino de paz entre #ELN y Gobierno colombiano https://t.co/LFRBATY9Ig#PazParaColombiapic.twitter.com/xDVBOteP9W

— teleSUR TV (@teleSURtv) October 11, 2016

Juan Manuel Santos assinou, em julho, um acordo de paz com as FARC.

Esta es la carta de Camila, una niña que con su puño y letra le escribió al presidente Juan Manuel Santos en Bojayá. pic.twitter.com/FwRKFAHE6x

— Canal Capital (@CanalCapital) October 11, 2016

Um ato rejeitado em referendo pelo povo colombiano, mas que valeu a Santos o prémio Nobel da Paz – e o incentiva a continuar a tentar pôr fim a um clima de guerra que dura há mais de 50 anos, no país, onde fez mais de 260 mil mortos e 45 mil desaparecidos e provocou 6,9 milhões de deslocados.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Santos doa dinheiro do Nobel a famílias das vítimas

Santos: entrevista com a euronews durante as negociações de Paz

Guerra na Ucrânia domina cimeira do G7 em Itália