Turquia: Colapso de mina mata quatro pessoas e deixa 12 encurraladas

Turquia: Colapso de mina mata quatro pessoas e deixa 12 encurraladas
De  Francisco Marques com Lusa, daily Sabah
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A chuva pode ter estado na origem do deslizamento de terras que terá provocado este incidente na província de Sirte, no sudeste do país.

PUBLICIDADE

Uma mina de cobre colapsou esta quinta-feira no sudeste da Turquia, provocando a morte a quatro pessoas e encurralando outras 12 no seu interior, noticiou a imprensa turca.

A mina, uma propriedade privada situada perto da cidade de Sirvan, na província de Siirt, cedeu pelas 20h30, hora local, após um deslizamento de terras na região, disse a televisão privada NTV. Um responsável do governo local afeto ao partido no poder do país, o AK, admitiu que a chuva na região pode ter estado na origem do deslizamento de terras que provocou o colapso da mina.

Yüreğimiz Siirt'te atıyor. Şirvan'da bakır madeninde göçük. İşçiler toprak altında kaldı. pic.twitter.com/qvGrTRbSRb

— Metin Feyzioğlu (@metinfeyzioglu) 17 de novembro de 2016

(“Os nossos corações batem por Sirte. Acidente na mina de cobre. Trabalhadores permanecem soterrados.”)

Várias ambulâncias e equipas de resgate foram enviadas para o local e, de início, foram recuperados os corpos de três mineiros, noticiou a NTV. Os mineiros estavam a trabalhar no turno da noite no momento do colapso.

O ministro turco para a gestão de desastres e emergências implementou um gabinete de gestão de crise para este incidente.

Em 2014, morreram 301 mineiros num incêndio no interior de uma mina de carvão na Turquia, que revelou padrões de segurança deficientes e inspeções superficiais do Governo nas minas da Turquia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Chuvas fortes causam pelo menos uma morte na Turquia

Parlamento turco aprova adesão da Suécia à NATO

Comissão parlamentar turca aprova adesão da Suécia à NATO