EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

"Toni Erdmann" conquista 5 Prémios do Cinema Europeu

"Toni Erdmann" conquista 5 Prémios do Cinema Europeu
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Arrecadando cinco galardões, incluíndo o de melhor filme e melhor realização, a comédia alemã “Toni Erdmann” é a grande vencedora da vigésima nona edição dos Prémios do Cinema Europeu, que teve lugar

PUBLICIDADE

Arrecadando cinco galardões, incluíndo o de melhor filme e melhor realização, a comédia alemã “Toni Erdmann” é a grande vencedora da vigésima nona edição dos Prémios do Cinema Europeu, que teve lugar na cidade polaca de Breslávia.

A realizadora Maren Ade conquistou também o prémio para o melhor guião:

“Neste filme, o personagem principal, Winfried, joga com a comédia porque está bastante desesperado… Diria que, no filme, os dois géneros – drama e comédia – estão presentes em simultâneo.”

O papel de Winfried, desempenhado por Peter Simonischek, levou a Academia Europeia de Cinema a atribuir ao austríaco o prémio de melhor ator.

Simonischek: “Uma ótima realizadora, um guião maravilhoso… Recebemos cinco prémios! Neste caso, não pode ser uma coincidência!”

Lado a lado com Simonischek, Sandra Hüller conquistou o galardão para o melhor papel feminino. A atriz alemã explica o que é, para ela, o segredo de misturar comédia e drama:

“Penso que tentámos sempre levar a sério os personagens… Em vez de gozar com eles, decidimos mostrar as suas lutas internas, desafios e falhanços.”

Wolfgang Spindler, euronews: “É a grande surpresa da cerimónia deste ano dos Prémios do Cinema Europeu: cinco galardões nas principais categorias para um filme realizado por uma mulher, algo que nunca tinha acontecido na história do evento.”

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Toni Eerdman" recebe cinco Prémios do Cinema Europeu

Primeiro-ministro polaco promete reforçar a segurança na fronteira com a Bielorrússia

Polónia quer estar pronta caso haja um ataque da Rússia e pede à UE para dar mais armas à Ucrânia