EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Parlamento venezuelano decreta "abandono do cargo" de Maduro

Parlamento venezuelano decreta "abandono do cargo" de Maduro
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O parlamento da Venezuela declarou o “abandono do cargo” do presidente Nicolás Maduro.

PUBLICIDADE

O parlamento da Venezuela declarou o “abandono do cargo” do presidente Nicolás Maduro. A oposição, que detém a maioria na Assembleia Nacional, responsabiliza o chefe de Estado pela grave crise que afeta o país e pretende a destituição de Maduro, com vista a novas eleições.

O presidente do Parlamento, Julio Borges, explicou que pretendem “uma solução eleitoral para a crise venezuelana, para que as pessoas se possam exprimir através do voto. É esse o objetivo da Assembleia Nacional”.

Mas o gesto deverá ser apenas simbólico, já que o Supremo Tribunal, que os opositores dizem estar controlado pelo governo, considera que a destituição do presidente não é competência dos deputados.

Maduro reagiu com ironia, numa resposta ao ministro da Educação Elias Jaua, dizendo que já não sabe se “ainda é presidente” e que o melhor seria “telefonar [ao presidente do Parlamento] Julio Borges, para ver o que ele tem para dizer”. Face às “críticas”, Maduro diz ser “um homem honesto”.

A oposição venezuelana passou vários meses em 2016 a tentar organizar um referendo revogatório à presidência de Maduro, mas os esforços foram minados pela Comissão Eleitoral, que os detratores do chefe de Estado acusam de apoiar o partido no poder.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Guiana: Presidente venezuelano assume controlo da exploração de crude e gás da região de Essequibo

Mega-operação para retomar controlo de prisão

"Diabos" saem às ruas na Venezuela