Última hora
This content is not available in your region

FBI investigado por anúncios contraditórios sobre emails de Clinton

FBI investigado por anúncios contraditórios sobre emails de Clinton
Tamanho do texto Aa Aa

A Justiça norte-americana vai reabrir o caso dos emails de Hillary Clinton, desta vez para investigar a gestão do dossiê por parte do FBI.

Em causa estão os anúncios contraditórios do diretor da agência de informações, James Comey, sobre o inquérito à então candidata democrata às presidenciais.

Hillary tinha sido ilibada das suspeitas de ter utilizado uma conta privada de correio eletrónico para receber informação classificada durante o mandato como secretária de Estado.

O diretor do FBI tinha, no entanto anunciado a reabertura do inquérito a Clinton, no final de Outubro, em plena campanha eleitoral, antes de voltar atrás na decisão a 48 horas do escrutínio.

A nova investigação vai estar a cargo dos inspetores do Departamento de Justiça, responsáveis por detetar possíveis falhas e abusos nos serviços judiciais.

A investigação vai incluir outros casos de alegada interferência dos serviços secretos e da polícia na campanha para as presidenciais de novembro.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.