Revolta anti-Trump embaraça governo e monarca britânicos

Revolta anti-Trump embaraça governo e monarca britânicos
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O decreto anti-imigração de Donald Trump ameaça a “lua de mel” entre o governo britânico e o novo presidente norte-americano.

PUBLICIDADE

O decreto anti-imigração de Donald Trump ameaça a “lua de mel” entre o governo britânico e o novo presidente norte-americano.

Dezenas de milhares de pessoas manifestaram-se ontem, em Londres e nas principais cidades do Reino Unido, para contestar as medidas discriminatórias da nova administração em Washington.

Um manifestante afirma:

“Eu penso que é maravilhoso ver tanta gente unida para mostrar a sua rejeição das medidas recentes de Trump”.

“Nós não estamos de acordo com o que Donald Trump está a fazer”, afirma outra manifestante.

Os protestos visaram igualmente a residência oficial da primeira-ministra britânica, com palavras de ordem contra o convite a Trump para que visite o país ainda este ano.

A vaga de protesto aumenta a pressão sobre o governo de Theresa May sob a forma de uma petição com mais de 1,6 milhões de assinaturas contra a futura visita do novo presidente.

A primeira-ministra britânica rejeitou ontem cancelar o convite, endereçado há dias a Trump na Casa Branca, garantindo que Londres e Washington têm aproximações diferentes sobre o tema da imigração.

O debate embaraça também a monarca britânica que terá que optar entre o formato de uma simples visita oficial e uma recepção com todas as honras de uma visita de Estado, algo inédito no país, durante o primeiro ano do mandato de um presidente norte-americano.

A oposição trabalhista exigia ontem que Trump não seja autorizado a discursar nas duas câmaras do parlamento.

A revolta anti-Trump representa um novo desafio para May que, de mãos dadas com o novo chefe de Estado, espera encontrar na relação comercial com os Estados Unidos uma das portas de saída para as consequências económicas do “Brexit”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

As razões para a mega-manifestação dos agricultores em Madrid

Notas com cara de Carlos III entram em circulação em junho

Agricultores espanhóis em protesto invadem centro de Madrid com centenas de tratores