EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Jornalistas contestam "lista de atentados" de Trump

Jornalistas contestam "lista de atentados" de Trump
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O presidente americano acusou a imprensa mundial de passar ao lado de uma série de atentados terroristas.

PUBLICIDADE

As declarações de Donald Trump, segundo as quais a Europa tinha sido alvo de uma série de ataques terroristas que nem foram noticiados pelos media está a causar reações por todo o ,undo.

Num discurso em Tampa, na Florida, Trump disse que “o terrorismo na Europa chegou a um ponto em que (aquilo a que chama) os media desonestos já não querem falar sobre o assunto”.

Para a comunicação social, as declarações de Trump não só não correspondem à verdade como são ridículas. Frank Ueberall preside à Associação de Jornalistas da Alemanha: “O problema é que ele continua a tornar públicas estas não-verdades ou semiverdades e depois age como se fossem factos aceites. Olhando de perto para esta lista, que também foi publicada aqui na Alemanha, vemos que é um completo abbsurdo”, diz.

A lista de ataques fornecida pela Casa Branca inclui os atentados de Berlim e de Nice, que foram amplamente noticiados pelos media de todo o mundo.

“Os media estão a ser desacreditados, tal como todo o sistema democrático. É um assunto que temos de abordar, discutir o que é relevante e o que não é”, acrescenta Ueberall.

A lista foi fornecida pelo assessor de imprensa Sean Spicer depois das declarações de Trump e inclui 78 ataques ou agressões cometidos em todo o mundo nos últimos dois anos, incluindo seis casos na Alemanha, todos noticiados pela comunicação social.

I have written about the challenge that Trump's terror list poses to journalists https://t.co/GRimKIVYdVpic.twitter.com/5Xno61NMyq

— Martin Belam (@MartinBelam) February 7, 2017

If Trump wants to learn more about underreported terror attacks, he can start with the list we put together in 2016: https://t.co/GbnUXQibNapic.twitter.com/BBXkTAFL4V

— Los Angeles Times (@latimes) February 6, 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ataques de Bruxelas e Paris na lista de Trump do terrorismo pouco noticiado

Biden apela à libertação de jornalistas no jantar dos correspondentes de imprensa

Mike Pence: "A maioria dos norte-americanos acredita no nosso papel de líderes do mundo livre"