Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Tillerson e Lavrov: Encontro a dois em Bona

Tillerson e Lavrov: Encontro a dois em Bona
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

É a estreia europeia do novo chefe da diplomacia dos Estados Unidos e a oportunidade, para ministros dos Negócios Estrangeiros dos países mais poderosos do mundo, de ouvir de viva voz a mensagem da nova administração americana: Rex Tillerson é o principal foco de atenção na cimeira do G20 que começou esta quinta-feira em Bona, na Alemanha, onde está também o chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov. A cimeira foi palco do primeiro encontro ao mais alto nível entre responsáveis dos dois países, desde a eleição de Donald Trump.

Lavrov não quer ouvir falar de um levantamento parcial das sanções: “Não discutimos sanções, porque elas são, simplesmente uma anomalia. Aqueles que as impõem devem reavaliar a eficácia delas, repensar se estão em linha com o que devem ser relações normais entre países e se as tentativas artificiais de politizar certas questões correspondem aos interesses internacionais desses países”, disse o MNE russo.

Rex Tillerson reforçou a necessidade de um entendimento entre os Estados Unidos e a Rússia. Pediu ainda que a Rússia respeite os compromissos quanto ao conflito na Ucrânia: “Nas questões em que não estamos de acordo, os Estados Unidos vão defender os interesses e valores da América e dos nossos aliados. Estamos à procura de um novo entendimento com a Rússia, mas esperamos que a Rússia respeite os compromissos assumidos com os acordos de Minsk e trabalhe para amenizar a violência na Ucrânia”.

A cimeira tem como anfitrião o novo ministro dos Negócios Estrangeiros, Sigmar Gabriel, e conta com os chefes da diplomacia dos países mais industrializados do mundo e de um conjunto de economias emergentes.