EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Coreia do Sul: Ministério Público quer prisão para a ex-presidente acusada de corrupção

Coreia do Sul: Ministério Público quer prisão para a ex-presidente acusada de corrupção
Direitos de autor 
De  Nelson Pereira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Escândalo de abuso de poder levou à destituição de Park Geun-hye. A Coreia do Sul deverá realizar eleições presidenciais em maio

PUBLICIDADE

O Ministério Público da Coreia do Sul anunciou esta segunda-feira que vai solicitar à instância judicial um mandato de prisão contra a ex-presidente Park Geun-hye por acusações de corrupção.

A prisão é o próximo passo antes que Park Geun-hye possa ser formalmente acusada de crimes como extorsão, suborno e abuso de poder. O suborno é punível na Coreia do Sul com pena de prisão perpétua.

A destituição de Park foi confirmada pelo Tribunal Constitucional no início de março.

Em dezembro, uma maioria dos deputados da Assembleia Nacional aprovara a sua suspensão de funções, sob acusações de tráfico de influência, na sequência de protestos que trouxeram às ruas milhares de pessoas.

No centro deste escândalo político, está Choi Soon-sil, amiga e confidente de Park há 40 anos. Soon-sil é acusada de intromissão nos assuntos do Estado e de utilizar a influência da ex-presidente para receber cerca de 70 milhões de dólares de diferentes empresas sul-coreanas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

O que é o TPI e que papel desempenha no julgamento de crimes de guerra?

Luis Rubiales vai a julgamento pelo beijo não consentido a Jenni Hermoso

Neonazi português condenado a prisão efetiva por incitar ao ódio contra mulheres