Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Brexit: Espanha poderá vetar acordos UE/Gibraltar

Brexit: Espanha poderá vetar acordos UE/Gibraltar
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades de Gibraltar estão indignadas com a possibilidade de, após o “Brexit”, Espanha poder vetar qualquer acordo relativo ao pequeno território, no sul da Península Ibérica.

A cláusula do documento enviado por Donald Tusk aos 27 Estados-membros, com as linhas de orientação para a negociação da saída do Reino Unido da União Europeia, diz que após o “Brexit” “nenhum acordo entre a UE e o Reino Unido poderá ser aplicado ao território de Gibraltar sem um acordo entre o Reino de Espanha e o Reino Unido”.

O ministro-chefe de Gibraltar, considera que a proposta é “injustificada” e “discriminatória”, em relação ao conclave. Fabian Picardo afirma que Madrid manipulou o Conselho Europeu para fazer valer os seus próprios interesses políticos.

O governante referiu, ainda, que Gibraltar não será usado como peão para a política de Madrid, nem será uma vítima do “Brexit”.

Aquando do referendo sobre a saída do Reino Unido do bloco europeu, 96% dos cerca de 30 mil habitantes de Gibraltar votaram pela permanência.

Em dois referendos anteriores, em 1967 e 2002, a maioria da população votou para se manter como parte do Reino Unido, rejeitando a anexação a Espanha.

O Rochedo tem sido um dos pontos de discórdia entre Madrid e Londres desde o século XVIII.