EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

EUA deixam de financiar fundo da ONU para a população

EUA deixam de financiar fundo da ONU para a população
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

António Guterres já criticou a decisão de Donald Trump.

PUBLICIDADE

O Fundo das Nações Unidas para a População sofreu um duro golpe com a decisão da administração Trump de acabar com o financiamento por parte dos Estados Unidos.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, já criticou a decisão de Trump. O presidente norte-americano diz que o fundo serve para financiar o aborto e a esterilização forçada na China, o que a ONU desmente: “A agência recusa a acusação de que apoia ou que participa num programa aborto coercivo ou de esterilizações involuntárias na China. Com todo o trabalho que faz, o Fundo das Nações Unidas para a População promove o direito dos indivíduos e dos casais a tomarem as próprias decisões, sem coerção nem discriminação”, diz Stéphane Dujarric, porta-voz do secretário-geral da ONU.

O porta-voz de António Guterres disse ainda que a decisão americana iria colocar muitas de mulheres em posição vulnerável numa situação ainda mais difícil. A população mundial ronda agora os 7,5 mil milhões – através da ajuda ao planeamento familiar nas zonas mais desfavoredidas do globo, a ONU tenta travar este aumento populacional que não tem fim à vista.

The UN Population Fund — which works for women and children in 150 countries — just lost all its American funding https://t.co/8KcvUQlT7n

— Vox (@voxdotcom) April 5, 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Robert de Niro chama "palhaço" a Donald Trump à porta do tribunal

Biden apela à libertação de jornalistas no jantar dos correspondentes de imprensa

Mike Pence: "A maioria dos norte-americanos acredita no nosso papel de líderes do mundo livre"