Itália: Protestos contra cimeira "para planear guerras"

Itália: Protestos contra cimeira "para planear guerras"
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Alguns manifestantes contra esta cimeira do G7 envolveram-se em confrontos com a polícia.

PUBLICIDADE

Enquanto os ministros dos Negócios Estrangeiros dos sete países mais industrializados do mundo discutiam, os movimentos altermundialistas aproveitaram esta cimeira do G7 em Lucca para protestar contra o que dizem ser um “encontro em que se discutem guerras”.

A recente decisão de Donald Trump de enviar mísseis para a Síria foi um dos motes do protesto: “Estamos aqui porque a reunião de ministros dos Negócios Estrangeiros do G7 é, essencialmente, uma reunião em que se planeiam guerras. Não quero ouvir a retórica deles, nem a ideologia, nem o que representam. O que está a acontecer no Mediterrâneo é a prova de que são senhores da guerra”, diz um dos participantes no protesto.

Um pequeno grupo de manifestantes envolveu-se em confrontos com a polícia ao tentar quebrar as barreiras policiais que isolam a zona onde está a decorrer a cimeira.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Anarquistas italianos exigem libertação de camarada

Revolução "Euromaidan" rebentou na Ucrânia há dez anos: Relatos na primeira pessoa

Residentes de Marselha abrem guerra ao Alojamento Local