Última hora

Última hora

Operar um cavalo, uma tarefa complexa

Em leitura:

Operar um cavalo, uma tarefa complexa

Operar um cavalo, uma tarefa complexa
Tamanho do texto Aa Aa

Um cavalo bebé partiu uma perna pouco tempo depois de ter nascido.

Fraturas nas pernas, como a que sofreu, podem significar, para um jovem cavalo, uma vida difícil no futuro.

Mas este pequeno exemplar, que podemos ver no vídeo, foi salvo por dois veterinários húngaros.

Para mudar o gesso do animal, os profissionais tiveram de sedá-lo primeiro. E como calcularam que a mãe iria defender acabar por tentar defender a sua cria, decidiram sedá-la também.

O uso de sedativos e de tecnologia complexa são alguns dos aspetos a ter em conta quando se opera um cavalo.

No habitat natural, os cavalos não se deitam.

Se permanecerem nessa posição muito tempo, a podrem sofrer problemas de cirulação, nos pulmões ou nos músculos.

Por isso, mesmo numa intervenção de rotina, é necessário recorrer a um grupo de profissionais com a formação adequada e à tecnologia apropriada.

Isto, apenas para termos a certeza de que o cavalo poderá sobreviver a todo o processo.

O paciente precisa depois de ajuda ao despertar. Isto porque poderia fraturar novamente uma ou mais do que uma perna, por estar ainda sob efeito dos sedativos ao tentar levantar-se.

Não é tarefa fácil tentar mover um cavalo, mas, para estes profissionais, é algo habitual.

O paciente, já sedado, é colocado numa máquina que os move. Quando o animal chega à mesa de operação, o anestesista prepara tudo para os veterinários.

Este cavalo tem um problema no pescoço, ainda não identificado. O raio-x não foi suficiente para identificar o corpo estranho.

Os profissionais da clínica explicam deverão abrir o pescoço do cavalo, extrair o que tiver de ser extraído e tentar entender o que se passa depois.

Retiram algo do pescoço do paciente procedem a uma dissecação para entenderem de que se trata: Nada mais do que um pedaço de tronco de uma acácia, que o organismo tentava expulsar, o que justifica o enorme inchaço no pescoço do animal.

Manter um cavalo como animal doméstico tem um custo elevado. Intervenções como esta são igualmente caras, já que um veterinário especializado em cavalos não é um profissional que possa ser encontrado todos os dias.

Assim, o proprietário deverá ter em conta o preço da operação, fator que pode ser decisivo.

O paciente que vemos no vídeo teve sorte. Agora, é necessário esperar que recupere e impedir que tente levantar-se, enquanto estiver sob o efeito dos sedativos.

A Clínica de Cavalos da Universidade de Budapeste, Hungria, é a mais importante no género em toda a Europa Central.

Recebe, graças ao seu elevado grau de especialização, estudantes de toda a Europa.