Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Morreu o estudante americano regressado da Coreia do Norte

Morreu o estudante americano regressado da Coreia do Norte
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O estudante americano que esteve detido mais de um ano e meio na Coreia do Norte faleceu esta segunda-feira, em Cicinnati, no Ohio.

Condenado a 15 anos de trabalhos forçados, Otto Warmbier entrou em coma pouco tempo depois do julgamento.

O jovem, de 22 anos, tinha sido repatriado no domingo e, segundo os médicos, apresentava profundas lesões cerebrais. Os pais acusam o regime de Pyongyang de “maus tratos atrozes e bárbaros” contra o filho que foi detido em janeiro de 2016, quando tentava roubar um cartaz de propaganda.

O presidente, Donald Trump, fez esta declaração pouco tempo depois do anúncio da morte: “Otto Warmbier acabou de falecer. Ele passou um ano e meio na Coreia do Norte onde acontecem coisas ruins, mas, pelo menos, trouxémo-lo para casa para estar com os pais, que ficaram felizes por vê-lo apesar de estar em condições muito difíceis. Mas, ele faleceu há pouco. É um regime brutal, mas poderemos lidar com isso “.

A morte de Otto Warmbier surge num contexto de alta tensão entre Washington e Pyongyang, por causa do programa nuclear que a Coreia do Norte insiste em desenvolver e dos testes de mísseis sucessivos levados a cabo pelo regime norte-coreano.