Antigo médico abre fogo num hospital de Nova Iorque e suicida-se

Antigo médico abre fogo num hospital de Nova Iorque e suicida-se
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
PUBLICIDADE

Nos Estados Unidos, um homem entrou no hospital Bronx-Lebanon, em Nova Iorque e disparou contra várias pessoas. Pelo menos seis pessoas ficaram feridas e, de acordo com as autoridades, uma mulher foi morta e o atirador acabou por se suicidar. Ao que tudo indica, o autor deste ataque era um médico do hospital que estaria para ser despedido depois de um processo de assédio sexual.

UPDATE: The shooter is deceased. Several others are injured regarding the shooting at Bronx Lebanon Hospital.

— NYPD NEWS (@NYPDnews) 30 juin 2017

O autarca de Nova Iorque, Bill De Blasio, numa conferência de imprensa, afirmou que “felizmente não foi um ato de terrorismo, trata-se de um caso isolado por causa de um problema de trabalho. O que não deixa de ser horrível”.

Our thoughts are with the deceased victim & the 6 injured, some critically, BronxCare</a>. Heroic response by all <a href="https://twitter.com/hashtag/NYPD?src=hash">#NYPD</a> <a href="https://twitter.com/FDNY">FDNY docs/nurses/staff pic.twitter.com/r3LMbyWLz6

— Commissioner O’Neill (@NYPDONeill) 30 juin 2017

O homem, de 45 anos, terá entrado no hospital com uma bata branca e com a arma escondida. O comissário James O’Neill, do Departamento de Polícia da cidade explicou que “durante este incidente, o sistema de alarme de incêndiodo hospital foi ativado porque, aparentemente, o suspeito tentou atear fogo a si próprio. Foi depois encontrado morto no 17º andar pelos agentes. A arma do crime também foi encontrada.

Com 120 anos, o hospital tem cerca de mil camas e é um dos serviços de urgência mais requisitados em Nova Iorque. Esta unidade já foi palco de outros incidentes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Nova Iorque sacudida por terramoto de 4,8 na escala de Richter, o maior em mais de 40 anos

Israel vai abrir dois corredores de ajuda humanitária em Gaza após aviso dos EUA

Homem que recebeu rim de um porco teve alta hospitalar