Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Estado de emergência em França levantado no outono

Estado de emergência em França levantado no outono
Tamanho do texto Aa Aa

França deve levantar o estado de emergência no próximo outono. O anúncio foi feito esta segunda-feira por Emmanuel Macron. O Presidente gaulês convocou para o Palácio de Versailles, às portas de Paris, uma sessão especial das duas câmaras do Parlamento, Senado e Assembleia Nacional. No discurso, Macron prometeu também mudanças profundas no país e reavivar “o desejo de Europa”.

Emmanuel Macron explica que “a construção europeia está hoje, e é preciso dizê-lo e vê-lo, fragilizada pela proliferação burocrática, pelo ceticismo crescente. Eu acredito na Europa, mas não vejo que o ceticismo seja injustificado. É por isso que a nova geração de dirigentes políticos deve retomar o ideal europeu, que na sua essência é político”.

Um desejo aplaudido por muitos, mas parte dos 577 deputados e 348 senadores franceses não marcou presença em Versalhes. Os legisladores do movimento França Insubmissa e do Partido Comunista boicotaram a sessão.
Destaque ainda para uma das proposta de Macron: o presidente francês quer avançar com uma redução do número de senadores e deputados em um terço, para tornar o parlamento mais eficaz.