EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

ONU recomenda a Bissau aplicação de Acordos de Conacri

ONU recomenda a Bissau aplicação de Acordos de Conacri
Direitos de autor 
De  Antonio Oliveira E Silva
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Acordos datam de outubro de 2016 e contaram com o apoio da CDAO.

PUBLICIDADE

Com Lusa

As Nações Unidas pedem aos líderes da Guiné-Bissau que cumpram os chamados Acordos de Conacri de outubro de 2016.

O Conselho de Segurança da ONU diz que o cumprimento dos Acordos é essencial para ser resolvido o impasse político no país.

A ONU elogiou esta terça-feira o papel da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, a CDAO, em todo o processo.

O atual Governo da guiné-bissau, dirigido pelo primeiro-ministro Umaro Sissoco Embaló, é de iniciativa presidencial e não conta com o apoio do partido que ganhou as eleições com maioria absoluta.

A Guiné-Bissau vive uma situação de crise institucional desde as legislativas, com um afastamento entre o PAIGC e o Presidente da República.

Os acordos de Conacri prevêem a formação de um governo de união nacional e a nomeação de um primeiro-ministro definido como de consenso entre os diferentes partidos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Líder militar vence eleições no Chade, apesar de alegações de fraude

Líder da oposição celebra vitória nas legislativas na Guiné-Bissau

Candidato do partido no poder vence presidenciais da Nigéria