EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Milhares combatem as chamas em Portugal

Milhares combatem as chamas em Portugal
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

De acordo com a Autoridade portuguesa de Proteção Civil, há mais de 5000 operacionais a combater as chamas.

PUBLICIDADE

As chamas não dão descanso aos milhares de bombeiros que combatem os incêndios em Portugal.

De acordo com a Autoridade portuguesa de Proteção Civil, há mais de 5000 operacionais a combater as chamas e registaram-se 43 ocorrências no período noturno. O fogo no concelho de Abrantes, no distrito de Santarém é o mais preocupante.

Há registo de 16 feridos.

Cinco pessoas tiverem de ser realojadas depois de uma casa na Aldeia do Mato, a localidade onde começou o incêndio, na quarta-feira, ter sido consumida pelas chamas.

Segundo a agência Lusa, seis aldeias tiveram de ser evacuadas por precaução.

Mais de 700 bombeiros, apoiados por mais de 200 viaturas e vários meios aéreos combatem as chamas que, durante a manhã desta sexta-feira, davam sinal de estarem a abrandar.

Mais de mil bombeiros combatem incêndios florestais em Portugal https://t.co/jtHoaZJCJnpic.twitter.com/7U2HHtgqfF

— Jornal O Globo (@JornalOGlobo) August 10, 2017

Outra situação, que preocupa as autoridades, é o incêndio no concelho de Grândola, no distrito de Setúbal, que começou na quinta-feira à tarde.

As chamas e o fumo obrigaram a interromper a circulação da Linha Ferroviária do Sul, no entanto, já foi retomada durante a noite.

Devido aos baixos níveis de humidade e às temperaturas elevadas, a Proteção Civil mantém em Alerta Laranja, os 18 distritos Portugal continental.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Princesa Leonor condecorada com a Grã-Cruz da Ordem de Cristo na visita a Portugal

Portugal reforça apoio militar à Ucrânia com mais 95 milhões de euros

Acidente com barco de pesca ao largo de Vieira de Leiria faz três mortos e três desaparecidos