Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Turquia "afasta-se a passos de gigante" da UE

Turquia "afasta-se a passos de gigante" da UE
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Turquia sob o regime de Recep Tayyip Erdogan afasta-se cada vez mais da Europa, na opinião do presidente da Comissão Europeia e da chanceler alemã.

Num discurso perante os embaixadores da União Europeia, em Bruxelas, Jean-Claude Juncker afirmou que “a Turquia afasta-se a passos de gigante da Europa. Penso que ele quer que a Europa diga que põe fim às negociações para poder atribuir as responsabilidades unicamente à União Europeia e não à Turquia”.

Por seu lado, Angela Merkel disse, em Berlim, opôr-se atualmente ao diálogo para melhorar a união aduaneira com a Turquia. A chanceler alemã fez questão de sublinhar “aos três milhões de cidadãos turcos que vivem na Alemanha que gostaria de melhorar os laços com a Turquia, mas estes estão ligados à questão do Estado de Direito, que atualmente não está garantido no território turco”.

Merkel aproveitou a ocasião para exigir a libertação dos cidadãos alemães que se encontram em prisão preventiva “sem justificação” na Turquia, nomeadamente o jornalista germano-turco Deniz Yucel.

Lançadas em 2005, as negociações de adesão da Turquia à UE estão atualmente completamente estagnadas e as relações entre Ancara e Bruxelas degradaram-se bastante desde a tentativa de golpe de Estado e subsequente purga por parte do regime do presidente Erdogan.