Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Ação do homem está a contaminar as abelhas

Ação do homem está a contaminar as abelhas
Tamanho do texto Aa Aa

Um relatório, da Universidade de Neuchâtel, publicado esta sexta-feira, dá conta que 75 por cento das amostras de mel testadas, em todo o mundo, contêm um pesticida cuja toxicidade estará relacionada com o declínio no número de abelhas, que tem vindo a acontecer nos últimos anos:

“Sabemos que esses produtos químicos atacam o cérebro do inseto e interferem na sua capacidade de aprender e orientar-se, o que é muito importante para uma abelha, elas precisam de ser capazes de encontrar o caminho para as flores e saber como regressar para a colmeia, se perdem essa capacidade é com se estivessem mortas

“Também sabemos que esses produtos químicos, em baixas concentrações, confundem o sistema imunológico da abelha o que faz com que possam contrair doenças”, explica o Professor David Goulson, da Universidade de Sussex.

O estudo conclui que a ação do homem está a contaminar, se não mesmo a matar, as abelhas:

“A maioria desses produtos químicos não é assimilada pelas plantações, eles entram no solo, cerca de 95 por cento fica nos solos e acaba por contaminar as águas e as raízes de outras plantas, como as silvestres que crescem ao lado das plantações”, adianta o Professor.

O documento é publicado no momento em que a Europa discute se impõe uma proibição, definitiva, aos pesticidas neurotóxicos. A Agência Europeia para a Segurança Alimentar estar a trabalhar, em parceria com o parlamento europeu organismo que vai decidir as medidas a serem adotadas.