Última hora

Medo de vampiros ataca Malawi

Medo de vampiros ataca Malawi
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Podia ser de uma história de outro mundo… mas na verdade acontece no Malawi. O medo da existência de vampiros por parte da população rural já originou pelo menos 6 mortos, pessoas assassinadas por milícias.

A polícia anunciou ter detido 140 suspeitos de matarem por alegadamente acreditarem num boato que terá começado em Moçambique.

Aqui no distrito de Mulanje, chora-se a morte de uma mulher e do filho.

“A minha neta estava com o filho que levava um saco às costas e um casaco com muitos bolsos. Assim que a multidão os viu e uma garrafa especial que eles tinham, pensaram que eram vampiros e começaram a espancá-los”, diz a mãe e avó das vítimas.

A crença em feitiçaria tem crescido neste país africano. O medo de vampiros afeta sobre tudo os distritos de Mulanje e Phalombe.

A comissária Reighard Chavula, explica. “As gentes têm o sentimento de que as alegações de feitiçaria e magia não devem ser contestadas, que devem ser consideradas como verdadeiras, e isso, associado ao medo, torna-se num terreno fértil para a violência”, conta.

Um relatório das Nações Unidas indicou existirem estradas cortadas por barreiras de milícias. Por razões de segurança, algum pessoal da ONU foi retirado dos distritos afetados

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.