Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

"Breves de Bruxelas": protecionismo chinês e assinatura digital

"Breves de Bruxelas": protecionismo chinês e assinatura digital
Tamanho do texto Aa Aa

O Presidente chinês Xi Jinping foi reeleito como secretário-geral do Partido Comunista Chinês numa plataforma que defende cada vez maior destaque desta potência na economia mundial, mas mantendo um elevado protecionismo interno.

Esta falta de reciprocidade preocupa a União Europeia, segundo o embaixador da União Europeia na China, Hans-Dietmar Schweisgut: “A questão do mercado mundial teve menos destaque no discurso do Presidente, em comparação com o passado. Agora ele fez mais menções ao papel do Estado”.

Neste programa que passa em revista a atualidade europeia destacamos, ainda, o facto de, pela primeira vez, ter sido feita a assinatura digital de um ato legislativo, no Parlamento Europeu, numa cerimónia simbólica durante a sessão plenária, quarta-feira, em Estrasburgo.

Antonio Tajani , presidente do órgão parlamentar, e Matti Maasikas, ministro da Estónia, país que preside ao à União Europeia no segundo semestre, assinaram eletronicamente os textos juridicamente vinculativos do regulamento sobre “Segurança do aprovisionamento de gás”.

O desenvolvimento do digital é uma das prioridades da presidência estónia.