Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

"Fidel" chega a Londres

"Fidel" chega a Londres
Tamanho do texto Aa Aa

O musical sobre o líder da revolução cubana já estreou em Londres. “Fidel” conta a vida daquele que ficou conhecido como El Comandante entre 1953 e 1959. A ideia partiu de uma professora universitária durante uma viagem a Havana.

“Penso que é uma história fantástica. Uma das coisas que me levou a escrevê-la tem a ver com a quantidade de elementos dramáticos. É uma história do género de Robin Hood que tira aos ricos para dar os pobres, mas é também uma história de David e Golias onde os mais pequenos se insurgem contra os mais poderosos. Além disso, trata-se de uma figura fantástica, carismática e controversa. Há ainda um toque de romance e uma música extraordinária. Por isso, tem todos os ingredientes. Não entendo como ainda não estava em cena como um grande musical” afirma a autora, Denise Baden.

Os ensaios foram exigentes não fosse Fidel Castro uma das figuras mais controversas do século XX.

“Não tinha muitos conhecimentos prévios. Temos a versão dos Estados Unidos de que foi um ditador terrível, que matou muitas pessoas entre elas prisioneiros políticos e, depois, temos uma outra versão, igualmente, exagerada onde é descrito como um herói. Como um homem que libertou Cuba e que fez muito pelo povo. Há com certeza subtilezas no meio destas versões” refere o ator Guido Garcia Lueches.

Apresentado em Covent Garden, o musical “Fidel” sonha agora em pisar os grandes palcos londrinos.