A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Famílias de vítimas do massacre de Srebrenica satisfeitas

Famílias de vítimas do massacre de Srebrenica satisfeitas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Foi com emoção que os familiares das vítimas do massacre de Srebrenica receberam a notícia da condenação do ex-comandante dos sérvios da Bósnia.

Mães, esposas, irmãs, já que a maior parte dos mortos eram homens, acompanharam a audiência do Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia, num memorial às vítimas, em Potocari. Mais de oito mil pessoas assassinadas pelas forças sérvias quando fugiam do enclave muçulmano :

“Esperámos muitos anos que fosse feita justiça e ela foi feita hoje. Estamos satisfeitos com o veredicto. Aqueles que mataram também devem aceitar o veredicto”, desabafa uma mulher.

“Perdi o meu marido e o meu irmão em 1993. Repousam os dois aqui em Potocari”, diz outra mulher.

Por seu lado, o autarca de Srebrenica critica a decisão tomada pela referida instância:

“Não foi inesperado, foi um veredito que o povo sérvio previu. Outra decisão teria sido a verdadeira surpresa. Não porque Ratko Maldic seja culpado, mas porque todos sabemos que este Tribunal em Haia foi criado para isso, e esta decisão prova que ele serviu para julgar o povo sérvio”, afirma Mladen Grujicic, autarca de Srebrenica.

Em Potocari, nos subúrbios de Srebrenica, milhares de lápides não deixam esquecer os filhos, irmãos e maridos, assassinados pelas forças sérvias, em julho de 1995.