Mais de 20 feridos em confrontos nas Honduras

Mais de 20 feridos em confrontos nas Honduras
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Salvador Nasralla acredita que a população irá impedir que Juan Orlando Hernández tome posse no dia 27 de janeiro.

PUBLICIDADE

Mais de duas dezenas de pessoas, entre civis e militares, ficaram feridas, em Tegucigalpa, na Honduras, no seguimento de confrontos durante uma manifestação contra uma alegada fraude nas eleições gerais, de 26 de novembro, que reelegeram o presidente Juan Orlando Hernández.

A denúncia foi feita pela Aliança da Oposição do ex-candidato presidencial Salvador Nasralla que afirma: "o objetivo é realizar um ensaio para o que acontecerá todos os dias, indefinidamente, a partir de sábado 20 de janeiro. Sem ser preciso chamá-las, as pessoas estão a participar, mas a partir do dia 20, será a nível nacional não apenas em Tegucigalpa ou San Pedro (Sula), mas a nível nacional ".

Nasralla não reconhece os resultados do Tribunal Supremo Eleitoral que, a 17 de dezembro, declarou Juan Orlando Hernández presidente eleito.

O TSE garante que após a recontagem dos votos, foi ele quem ganhou as eleições

Salvador Nasralla acredita que a população irá impedir que Juan Orlando Hernández tome posse no dia 27 de janeiro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Lei dos "agentes estrangeiros" causa tumulto na Geórgia

China responde à investigação da UE sobre os subsídios às indústrias verdes

Centenas de russos protestam contra “inércia” das autoridades após inundações