Última hora
This content is not available in your region

França cria 145 mil novos lugares para sem-abrigo

euronews_icons_loading
França cria 145 mil novos lugares para sem-abrigo
Tamanho do texto Aa Aa

Por estes dias, em França não se fala de frio, fala-se de temperaturas glaciares. Com os termómetros bem abaixo de zero durante a noite, os serviços meteorológicos colocaram 27 departamentos em estado de vigilância laranja pela queda de neve e formação de gelo. Um cenário que lança várias preocupações em relação aos sem-abrigo.

Patrick viveu muitos anos na rua, sem nada. Mas fala com propriedade. "Quando saímos do carro, ou do banco de jardim, ou do que for, o frio é a sério, mesmo. Eu tinha a sorte de ter arranjado um carro onde vivia. Mas para as pessoas que dormem na rua, num saco-cama, não é fantástico", diz-nos.

Só em Paris, foram criados mais 17 mil lugares suplementares em centros de acolhimento com cariz de urgência.

"Esta vaga de frio levanta muitas preocupações. Há muita gente na rua que temos de levar para abrigos porque, neste momento, o risco é mortal", salienta Anne Hidalgo, a presidente da Câmara de Paris.

Em toda a França, as autoridades instalaram mais 145 mil camas para acolher pessoas sem casa.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.