ONU diz que trégua não foi respeitada em Ghouta Oriental

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira
ONU diz que trégua não foi respeitada em Ghouta Oriental
Direitos de autor  REUTERS/Bassam Khabieh

Não foi respeitada a trégua humanitária decretada pela Rússia para esta terça-feira, na Síria. A informação é confirmada pelas Nações Unidas, que através de uma resolução tinha pedido um cessar-fogo de 30 dias.

A ONU adianta que os combates em Ghouta Oriental prosseguiam. De acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos morreram, pelo menos duas pessoas, uma delas uma criança e 16 ficaram feridas.

"Claramente, a situação no terreno não permite que os comboios humanitários possam entrar ou que se faça a retirada de pessoas. Esta é uma questão de vida ou morte é por isso que precisamos de 30 dias de trégua nas hostilidades, em toda a Síria. Como pede a resolução do Conselho de Segurança", adiantou Jens Lærke, o porva-voz da UNOCHA.

Fonte do Exército russo, citado pelas agências de notícias de Moscovo, acusa os rebeldes de abrirem fogo sobre o corredor humanitário, no momento em que este foi aberto no momento em que este foi aberto, tornando impossível a retirada de pessoas ou a entrada de ajuda humanitária.

À agência France Press o Observatório Síria precisava que foram lançados 24 obuses, feitos ataques aéreos e lançados barris de explosivos sobre Ghouta pelas forças leais ao presidente Bashar Al Assad.

O cessar-fogo previa a criação de um corredor humanitário, entre as nove da manhã e as duas da tarde, para retirar em segurança mais de 400 mil sírios que permanecem na cidade.