A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Manifestantes em Espanha atingiram os 6 milhões

Manifestantes em Espanha atingiram os 6 milhões
Direitos de autor
Reuters
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Dia Internacional da Mulher, em Espanha, ficou marcado por protestos.

A greve de 24h tinha o objetivo de paralisar o país e o número de manifestantes por toda a Espanha atingiu os seis milhões.

Em Madrid, as ruas não tiveram espaço para toda a gente que decidiu erguer cartazes contra a desigualdade de género.

Espanha é dos países da Europa onde existe mais disparidade na prática dos direitos dos homens e das mulheres, sobretudo no mercado de trabalho, onde ainda existem empresas que pagam mais aos homens do que às mulheres em casos com a mesma posição profissional.

Em entrevista ao repórter da Euronews, Carlos Marlasca, algumas das manifestantes disseram que acreditam que o dia "vai ficar para a história" e que veio "quebrar a evidente falha de igualdade de género" que ainda existe no país.