Última hora

Última hora

Embaixador russo junto da UE fala sobre o caso "Skripal"

Em leitura:

Embaixador russo junto da UE fala sobre o caso "Skripal"

Embaixador russo junto da UE fala sobre o caso "Skripal"
Tamanho do texto Aa Aa

Em entrevista à Euronews, Vladimir Chizhov, o embaixador russo junto da União Europeia, não escondeu o desagrado com as acusações do Reino Unido no quadro da tentativa de homicídio do antigo espião russo Serguei Skripal.

Também falou do afastamento do secretário de Estado norte-americano Rex Tillerson.

"O Reino Unido está a incorrer numa violação material da convenção internacional que bane armas químicas porque depois do incidente não possibilitou o acesso da Rússia às amostras. A Rússia responderia a qualquer suspeita no prazo de dez dias. Infelizmente Londres escolheu uma linguagem de ultimatos. Posso dizer, desde já, que usar essa linguagem nas relações com a Rússia não funciona."

"A Rússia não teme coisa alguma. Coisas a deplorar? Sim. Lastimo ter ouvido debates no Parlamento britânico e as declarações oficiais. Em vez disso, a situação deveria ser resolvida de forma adequada. A Rússia deveria ter sido convidada para participar na investigação."

"A propósito de Rex Tillerson não estou convencido de que perdeu a posição por causa deste episódio com Skripal. Não tenho razões para esperar mais suavidade na abordagem face à Rússia por parte do sucessor."