Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Ciclista belga cai na Paris-Roubaix e morre no hospital

Ciclista belga cai na Paris-Roubaix e morre no hospital
Tamanho do texto Aa Aa

A corrida de bicicletas Paris-Roubaix ficou este ano manchada pela morte de um corredor.

O belga Michael Goolaerts, de 23 anos, foi encontrado inanimado, em paragem cardiorrespiratória, tombado na berma do segundo setor empedrado da "rainha das clássicas" de duas rodas a pedal.

Transportado para o hospital de Lille, onde continuou a receber tentativas médicas de reanimação, Goolaerts não resistiu.

A má notícia chegou ao final da noite pela equipa do ciclista, a Veranda's Willems - Crelan.

"É com inimaginável tristeza que temos de comunicar o falecimento do nosso corredor e amigo Michael Goolaerts. Ele morreu domingo à noite pelas 22:40 (21:40, hora de Lisboa) no hospital de Lille na presença de familiares e pessoas próximas, a quem endereçamos os nossos sentimentos. Morreu de paragem cardíaca, todas a assistência médica foi em vão", lê-se no comunicado da equipa.

No plano desportivo, a prova rainha das clássicas do ciclismo prosseguiu e com muitas quedas pelo caminho.

Também Nelson Oliveira se voltou a ver envolvido numa queda na zona empedrada do percurso. Tal como no ano passado, o português acabaria por desistir da paris-Roubaix após ter de receber assistência no hospital.

Peter Sagan, escapou às quedas. O eslovaco venceu a Paris-Roubaix deste ano, batendo ao sprint o suíço Silvain Dillier.

O campeão do mundo de estrada cumpriu esta prova de uma única etapa, também conhecida como "o inferno do Norte [de França]", em 05:54,06 horas.

Nuno Matos acabou por ser o único português a cortar a meta. O ciclista luso da Movistar foi 91.° na classificação, a quase 18 minutos do vencedor.