Última hora

Última hora

A arte contra as bombas no Iémen

Em leitura:

A arte contra as bombas no Iémen

A arte contra as bombas no Iémen
Tamanho do texto Aa Aa

A coligação internacional, liderada pela Arábia Saudita, bombardeia há mais de três anos o Iémen.

A ONU diz que o país sofre "a maior crise humanitária do mundo."

O designer gráfico e cartoonista Ahmed Jahaf recorre às artes visuais para alertar a comunidade internacional sobre o que se passa no terreno. Em entrevista à Euronews falou do contexto em que desenvolve o trabalho.

Wolfgang Spindler, euronews: Como é a vida em Sana?

Ahmed Jahaf, designer gráfico e cartoonista: É difícil explicar. Os iemenitas vivem sem eletricidade, sem água. Não há aeroportos ou portos. A comida ou escasseia ou é muito cara.

Euronews - Pode explicar o seu conceito de resistência através das artes visuais?

Ahmed Jahaf - Não poderia ficar de mãos atadas perante o que está a acontecer no meu país. A imagem é, por vezes, dolorosa e as pessoas recusam vê-la. Por isso escolho a caricatura, as artes e os gráficos para transmitir mensagens simples e compreensíveis.

Euronews - Qual é o desafio de um designer gráfico para passar a ideia com apenas uma ou duas imagens?

Ahmed Jahaf - No início tinha problemas em usar símbolos para imitar determinados países. Nunca quis insultar qualquer símbolo ou país. Por exemplo, usei a espada para expressar a Arábia Saudita.

Euronews - Sente que há um público crescente a par da situação no Iémen?

Ahmed Jahaf - Na Europa, há muito incentivo da parte de ativistas e de diferentes meios de comunicação social. Quero agradecer a todos.

O trabalho completo do designer gráfico e cartoonista iemenita Ahmed Jahaf por ser visto e revisto no website ajahaf.com

Mais sobre Cult