Última hora

Última hora

NATO diz que ataque à Síria foi mensagem para Rússia e Irão

Em leitura:

NATO diz que ataque à Síria foi mensagem para Rússia e Irão

NATO diz que ataque à Síria foi mensagem para Rússia e Irão
@ Copyright :
REUTERS/Umit Bektas
Tamanho do texto Aa Aa

Os recentes bombardeamentos dos Estados Unidos da América, Reino Unido e França contra várias instalações militares da Síria constituem uma mensagem para a Rússia e para o Irão. Quem o afirma é o secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte.

Em Ancara, Jens Stoltenberg felicitou o apoio da Turquia à operação.

"O efeito dos bombardeamentos ajudou a degradar as capacidades químicas ou o regime sírio. Enviam uma mensagem clara de dissuasão, o que significa que a comunidade internacional reage quando armas químicas são utilizadas e ajuda a proteger a proibição de armas químicas", afirmou o secretário-geral da Aliança Atlântica.

O ministro turco dos Negócios Estrangeiros aproveitou a conferência de imprensa com o líder da NATO para rejeitar as palavras o presidente francês. No domingo, Emmanuel Macron afirmou que o ataque conjunto conseguiu "separar a Turquia da Rússia".

"Infelizmente muitos dos nossos amigos europeus escolhem agir de maneira populista, não encarando a situação atual seriamente. As palavras do presidente foram desmentidas por muitos países. Nós esperamos que Macron faça declarações mais adequadas com a função de um 'presidente'. Quando o próprio presidente não diz a verdade, é nossa responsabilidade dizê-la", afirma Mevlüt Çavuşoğlu.

Também o Kremlin negou as declarações do Eliseu.

Um porta-voz do Governo de Vladimir Putin afirmou que os ataques não dividiram Moscovo e Ancara e que as divergências existentes não impedem a continuidade das relações bilaterais.