Última hora

Última hora

França acusa Rússia de obstruir acesso ao local do alegado ataque químico

Em leitura:

França acusa Rússia de obstruir acesso ao local do alegado ataque químico

França acusa Rússia de obstruir acesso ao local do alegado ataque químico
Tamanho do texto Aa Aa

A França acusa a Rússia de estar a obstruir o acesso dos inspetores da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) ao local do alegado ataque com gás, em Douma. Os especialistas chegaram a Damasco na semana passada para examinar o local.

O ministro russo dos Negócios Estrangeiros e o enviado especial das Nações Unidas para a Síria reuniram-se esta sexta-feira.

"Estamos a pressionar e vamos continuar a pressionar, na secretaria das Nações Unidas, para que a OPAQ faça o seu trabalho o mais depressa possível e sem qualquer interferência. É importante que viremos a página deste alegado ataque químico, porque precisamos de regressar ao que é essencial", afirmou Staffan de Mistura.

Os rebeldes que ocupavam a última zona não controlada pelo Governo sírio perto de Damasco acordaram esta sexta-feira a sua retirada. A rendição do enclave no sul da capital síria vai fazer com que toda a área em volta da cidade regresse ao controlo de Bashar al-Assad.