Duas autópsias revelaram causa da morte de Avicii

Morte de Avicii terá sido desvendada pela polícia mas mantém-se em segredo
Morte de Avicii terá sido desvendada pela polícia mas mantém-se em segredo Direitos de autor  Bjorn Lindgren/TT News Agency via REUTERS
De  Francisco Marques com Agência Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O DJ sueco, cujo nome de batismo é Tim Bergling, foi encontrado morto sexta-feira em Omã

PUBLICIDADE

O corpo do DJ sueco Avicii, que morreu na sexta-feira em Omã, foi autopsiado duas vezes e os investigadores excluíram a suspeita de crime em relação à causa da morte, indicou este sábado uma fonte ligada à polícia do sultanato.

"Confirmamos que não há qualquer pista criminal ligada à morte", referiu à agência France Presse a fonte que não quis ser identificada.

A polícia daquele país do Golfo tem "todas as informações sobre a morte" do DJ de 28 anos, mas "recusa divulgá-las" a pedido da família, adiantou.

Considerado um dos melhores DJ do mundo da atualidade, Tim Bergling, conhecido como Avicii, foi encontrado morto na sexta-feira, em Mascate, capital do sultanato de Omã, onde se encontrava há alguns dias de férias com amigos.

De Madonna a David Guetta, mensagens de artistas e anónimos encheram as redes sociais para saudar a memória do jovem sueco e a sua contribuição para a música eletrónica.

Este sábado, milhares de pessoas concentraram-se na praça Sergel, em Estocolmo, para uma homenagem a Tim Bergling, o sueco elevado a estrela mundial aos 28 anos como DJ Avicii e que morreu esta sexta-feira em Omã.

Fredrik Persson/TT News Agency via REUTERS
Miolhares de pessoas celebram a música de Avicii na praça Sergel, em EstocolmoFredrik Persson/TT News Agency via REUTERS

Outras fontes • Aftonbladet

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Inundações em Omã já mataram quatro pessoas

Incêndio em prédio de 14 andares em Valência faz pelo menos quatro mortos

Mãe de Alexei Navalny pede à justiça entrega do corpo