A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Fuga em pânico faz 17 mortos em discoteca de Caracas

Fuga em pânico faz 17 mortos em discoteca de Caracas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Contam-se 17 mortos, entre os quais oito menores, na sequência de uma debandada numa discoteca de Caracas, a capital venezuelana, durante a madrugada.

Ao que tudo indica, vários jovens no interior entraram em confronto e um deles terá utilizado uma granada de gás lacrimogéneo, que provocou o pânico e uma fuga precipitada para a saída.

"Ninguém nos dá respostas. A única ajuda que tenho é dos meus familiares e amigos que estão aqui para me apoiar. O que sei é que o meu filho está morto porque vi o cadáver na morgue", dizia Nixon Guerra.

Estavam cerca de 500 pessoas dentro da discoteca na altura do incidente. Há sete detidos, incluindo o proprietário.