EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Portugal e Moçambique querem aprofundar relações comerciais

Portugal e Moçambique querem aprofundar relações comerciais
Direitos de autor LUSA
Direitos de autor LUSA
De  Teresa Bizarro com Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Primeiro-ministro português termina esta sexta-feira a visita oficial a Moçambique marcada pela III Cimeira luso-moçambicana

PUBLICIDADE

António Costa foi recebido com música e dança em Moçambique e sai com mais do que a renovação dos votos de amizade entre os dois países. Portugal e Moçambique não se reuniam ao mais alto nível há 4 anos e querem agora aprofundar as relações comerciais.

Numa declaração à imprensa no final da III Cimeira Luso-moçambicana, o primeiro-ministro português salientou que Portugal tem obrigação de “continuar a construir paras as gerações futuras uma relação única com Moçambique”.

“Esta relação é algo que faz de Portugal e de Moçambique uma relação única e não só uma relação entre mais dois países, porque é difícil que encontremos no mundo muito mais países com laços tão aprofundados”, defendeu António Costa.

Para o presidente moçambicano, está dado "o sinal político para as nossas comunidades de que muito ainda podemos fazer" no âmbito económico e "os governos estão prontos para facilitar o crescimento dos países, através do setor privado".

Os próximos anos serão decisivos para provar a ambição desta cimeira: "construir uma parceria estratégica para o desenvolvimento sustentável".

Na declaração final conjunta do encontro, foi anunciado que a próxima cimeira entre os dois países vai realizar-se já no próximo ano, em Portugal, em data a acordar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Maputo reabre processo ao rapto do português Américo Sebastião

Biden insinuou que o tio foi comido por canibais na Papua-Nova Guiné - e o país não gostou

Embaixador da Autoridade Nacional Palestiniana em Espanha: "É possível que já estejamos a viver uma guerra mundial"