A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Incêndios na Grécia: Alexis Tsipras visita zonas afectadas

Incêndios na Grécia: Alexis Tsipras visita zonas afectadas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Ontem, uma semana depois do incêndio de dimensões mais pequenas num pinhal nos arredores de Kineta, uma vila costeira a 50kms de Atenas, o primeiro-ministro grego Alexis Tsipras visitou as áreas afectadas e expressou, como escreveu no seu Twitter, a sua "tristeza indescritível."

Existem no momento fortes críticas contra o governo sobre a forma como lidou com o mega-incêndio. A tragédia desencadeou o confronto entre os dois principais partidos políticos, o Syriza e o partido Nova Democracia. O presidente da Nova Democracia e líder da oposição, Kyriakos Mitsotakis, irá falar hoje numa conferência de imprensa ao fim do dia, onde se espera que fará fortes críticas a Alexis Tsipras.

Num comunicado emitido ontem, o partido Nova Democracia críticou a visita do primeiro-ministro, dizendo que é semelhante á de "ladrão num ambiente perfeitamente protegido," em referência à ausência de Alexis Tsipras no decurso da passada semana e ao alegado carácter mediático da visita.

Há meses que a Nova Democracia exige eleições antecipadas e espera-se que o faça mais uma vez hoje na dita conferência de imprensa.

De acordo com o porta-voz do governo, o primeiro-ministro pediu aos membros do seu executivo que tomem de imediato todas as medidas de assistência à população afectada de forma simples, expedita e sem burocracia.

Tal como reportámos ontem, a população afectada pode candidatar-se a receber assistência financeira do estado grego no valor de cinco mil euros para famílias, seis mil euros para famílias com mais de três crianças e oito mil euros para empresas.