Última hora

Última hora

A vida depois da guerra em Alepo

Em leitura:

A vida depois da guerra em Alepo

A vida depois da guerra em Alepo
Tamanho do texto Aa Aa

Vista do ar, a paisagem de Alepo continua a ser dominada por edifícios destruídos por anos de guerra e escombros.

Em terra, a cidade síria supervisionada pelo Exército russo, regressa a pouco e pouco à normalidade. Mas será que a vida dos habitantes melhorou?

"Sim, melhorou muito. Comparado com o que era antes, claro, no período da guerra. Nas ruas não se via viva alma. Agora podemos perceber como as coisas mudaram pela quantidade de pessoas que circulam", sublinha Saleh Taftaneyzi, que regressou a Alepo depois de passar três anos no Líbano para fugir à guerra.

Em 2016, o Exército sírio anunciou ter recuperado, das mãos dos rebeldes, o controlo total da segunda maior cidade do país. Mas pela frente, os habitantes têm um longo período de reconstrução, de edifícios e infraestruturas.

O diretor da Cidadela de Alepo, um importante palácio medieval fortificado integrado na Cidade Antiga, anunciou o arranque de trabalhos de reconstrução em 2019. Durante os confrontos este foi um alvo estratégico para os grupos armados.

O monumento histórico foi classificado como Património Mundial da Humanidade em 1986.