ONU garante Guiné-Bissau estável e com eleições a 18 de novembro

Avenida dos Combatentes da Liberdade da Pátria, em Bissau
Avenida dos Combatentes da Liberdade da Pátria, em Bissau Direitos de autor Wikimedia/ Joe Hawkins/ Arquivo
De  Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Representante de António Guterres no território transmitiu ao Presidente José Mário Vaz o pretende dizer a 30 de agosto no Conselho de Segurança das Nações Unidas

PUBLICIDADE

O representante do secretário-geral da ONU na Guiné-Bissau, José Viegas Filho, disse esta quinta-feira que o país está estável e que as eleições legislativas vão ser realizadas a 18 de novembro, conforme previsto.

O antigo ministro da Defesa brasileiro falava aos jornalistas na Presidência guineense, depois de um encontro com o chefe de Estado, José Mário Vaz, para o informar sobre o que vai dizer ao Conselho de Segurança da ONU, que realiza consultas sobre a Guiné-Bissau a 30 de agosto.

"A minha intenção é, ao falar perante o Conselho de Segurança da ONU, dizer que o país está estável; não há qualquer problema nas ruas; as eleições serão realizadas este ano a 18 de novembro e que essa data é importante ser mantida", afirmou o diplomata brasileiro.

Representante de António Guterres no território, José Viegas Filho disse também acreditar que as eleições legislativas deste ano e as presidenciais, previstas para 2019, vão "consolidar o caminho democrático e calmo e cooperativo do futuro da Guiné-Bissau".

A Guiné-Bissau realiza eleições legislativas a 18 de novembro, depois de um período de uma grave crise política. Desde as últimas legislativas realizadas em 2014, a Guiné-Bissau teve sete primeiros-ministros.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Guiné-Bissau: PAIGC e PRS lado a lado sem incidentes em campanha

Programa Alimentar Mundial suspende distribuição da ajuda alimentar no norte de Gaza

Estados Unidos vetam pela terceira vez cessar-fogo imediato em Gaza