Última hora

Última hora

Bordado da Madeira chega a Veneza

Em leitura:

Bordado da Madeira chega a Veneza

Bordado da Madeira chega a Veneza
Tamanho do texto Aa Aa

Euronews
Maria Ana e Ana Luísa, bordadeiras desde a infânciaEuronews

O Bordado da Madeira é um dos produtos de luxo mais exclusivos da Europa. Feito por mãos sábias de mulheres madeirenses, que passam de geração em geração a arte e a técnica deste trabalho meticuloso.

Sentadas a bordar, Maria Ana Abreu e Ana Luísa Santos, mostram-se orgulhosas do trabalho que garantem ser "tão autêntico como há 150 anos". À conversa com a Euronews, contam que aprenderam a técnica quando ainda eram crianças. O mesmo já tinha acontecido com as suas mães e, antes, com as suas avós.

O bordado da Madeira faz parte da cultura do arquipélago português há quase 250 anos. Tornou-se famoso no mundo inteiro na Exposição Universal de Londres, em 1851.

Preservação de técnicas ancestrais

A laboração de uma única peça pode demorar semanas ou meses. Os padrões são distintos, com muitos e complicados pontos.

Euronews

A Patrício & Gouveia é uma das últimas empresas familiares do arquipélago. Centenas de padrões delicados acumulam-se, há 90 anos, nesta oficina tradicional no Funchal.

Euronews
João SousaEuronews

Foi fundada em 1925 pelo avô de João Sousa, o atual proprietário. Desde o desenho da peça, à criação dos padrões, tudo acontece de forma artesanal. Técnicas ancestrais que nunca caíram em desuso. Tal como a prática de distribuir trabalho. As fábricas estão localizadas no Funchal, mas tradicionalmente as bordadeiras fazem o trabalho em casa, um pouco por toda a ilha.

Lençóis de cama, roupas de bebé, toalhas de mesa. Muitas são as formas e os feitios do Bordado da Madeira. Há peças que levam mais de três anos a terminar e a atingir o patamar de qualidade requerido. Uma técnica artesanal protegida e uma marca registada - as peças que respeitam a arte têm um selo especial que as identifica.

Para um futuro mais humano

Euronews

Ana Luísa Santos e Maria Ana Abreu vão apresentar o Bordado da Madeira na Exposição Homo Faber, em Veneza.

O lema da exposição, "Criar um futuro mais humano" é feito à medida da experiência das duas bordadeiras. Entre um ilhó aberto e outro fechado, é com um arrendado de orgulho que querem dar a conhecer a sua arte. "Gosto do que faço, gosto de bordar, e também gosto de ver o bordado depois de estar pronto," remata Ana Luísa Santos.

O Bordado da Madeira é uma das marcas de luxo selecionadas para participar no evento dedicado ao artesanato europeu. Uma iniciativa da Fundação Michelangelo que chama a Veneza outros artesãos e artistas nacionais. Para além dos bordados, vão estar representados mestres do azulejo, talha dourada, cerâmica e madeira.

O parceiro português da exposição é a Fundação Ricardo Espírito Santo e Silva.

Mais sobre focus