Última hora

Última hora

Extrema-direita e extrema-esquerda em protestos em Chemnitz

Em leitura:

Extrema-direita e extrema-esquerda em protestos em Chemnitz

Extrema-direita e extrema-esquerda em protestos em Chemnitz
Tamanho do texto Aa Aa

Alta tensão em Chemnitz, na Alemanha, onde manifestações de extrema-direita e extrema-esquerda obrigaram esta segunda-feira a uma forte intervenção das autoridades.

Centenas de polícias de Leipzig e Dresden reforçaram o contingente policial para manter uma distância de segurança entre os dois grupos.

Em causa está o assassinato de um cidadão alemão por dois homens, alegadamente imigrantes da Síria e do Iraque. A extrema direita fez disparar a perseguição a imigrantes, uma posição já condenada pelo governo alemão.

"Perseguições a pessoas que parecem diferentes, que são de origem diferente, ou a tentativa de espalhar o ódio nas ruas - nós não o aceitaremos, isso não tem um lugar nas nossas cidades. Posso garantir que o governo condena estas atitudes de forma veemente", afirmou Steffen Seibert, porta-voz do governo.

De resto, a extrema direita e os neonazis estão fortemente implantados na região.

As manifestações desta segunda-feira surgem após um domingo já muito agitado na cidade.

Alguns cidadãos depositaram flores na rua em memória da vítima, mas várias centenas acabaram por perseguir e agredir cidadãos estrangeiros.