Última hora

Última hora

UE diz que "não há mercado único 'à la carte'"

Em leitura:

UE diz que "não há mercado único 'à la carte'"

UE diz que "não há mercado único 'à la carte'"
Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia (UE) e o Reino Unido realizam até sexta-feira, em Bruxelas, uma nova ronda de negociações sobre o "brexit". Entre os objetivos estão o procurar posições comuns nos pontos de tensão, como o futuro estatuto da fronteira entre a Irlanda do Norte e a Irlanda, os direitos dos trabalhadores e as trocas comerciais.

"Os britânicos pedem-nos para respeitarmos as suas linhas vermelhas, respeitar a decisão de deixarem a União Europeia, e nós respeitamos - escrupulosamente. Em troca, eles devem entender que eles têm de respeitar o que somos, e eles estão muito familiarizados com isso. O que somos - o mercado interno, o mercado único - porque o construímos com eles. Não existe um mercado único ´´´ à la carte` ", referiu o negociador-chefe da União Europeia para o 'Brexit', Michel Barnier.

A Câmara dos Lordes realizou uma sessão extraordinária com o ministro britânico do brexit, Dominic Raab:

"Estou confiante de que um acordo está ao nosso alcance. Temos ambição, pragmatismo, energia, e - como eu espero - se conseguirmos fazer os acertos, nós conseguimos um acordo. Tenho o objetivo, temos o objetivo, da reunião do Conselho Europeu, em Outubro, mas há, em alguma medida, margem de manobra ", afirmou.

Dada a falta de progressos em questões-chave das negociações, o Governo britânico divulgou na semana passada uma série de documentos técnicos para preparar a opção para o Reino Unido deixar a União Europeia a 29 de março de 2019 sem um acordo.