Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Maioria dos húngaros considera justa votação do Parlamento Europeu contra a Hungria

Maioria dos húngaros considera justa votação do Parlamento Europeu contra a Hungria
Tamanho do texto Aa Aa

Os resultados surgem da sondagem Euronews Pulzus, feita a 800 húngaros de ambos os géneros, dos 18 aos 49 anos de idade.

Uma das perguntas do inquérito era: "A decisão de Estrasburgo - de aplicar o Artigo 7, um processo punitivo contra um Estado-membro - foi justa?".

À pergunta, 56,4% dos húngaros inquiridos responderam que a Hungria recebeu a aplicação do Artigo 7 de forma justa, 23% não concordam e 19,9% não têm opinião sobre o assunto.

A uma outra pergunta: "Se as resoluções condenam as políticas do governo húngaro ou a Hungria como um todo?", a grande parte dos inquiridos, cerca de 53%, considera que a decisão do Parlamento Europeu condena apenas o governo de Orban e 12% acredita que este primeiro passo para um possível castigo atinge todo o país.

O governo de Budapeste está a ser acusado de várias violações dos valores da União Europeia num relatório elaborado por Judith Sargentini, eurodeputada holandesa. Depois de ir a votos, o Parlamento Europeu decidiu aplicar o Artigo 7. Uma possível punição só será aplicada pela Comissão Europeia.