EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Encontro entre PM português e presidente angolano

Encontro entre PM português e presidente angolano
Direitos de autor 
De  Antonio Oliveira E Silva com LUSA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

António Costa, primeiro-ministro português, é recebido esta terça-feira pelo presidente angolano, João Lourenço, num encontro para reaproximar Lisboa e Luanda.

PUBLICIDADE

António Costa, o primeiro-ministro de Portugal, encontra-se esta terça-feira com o chefe de Estado de Angola, João Lourenço, numa visita oficial de dois dias do chefe do Governo português ao país africano.

O primeiro ato oficial de António Costa foi a homenagem a Agostinho Neto, herói da luta anticolonial e primeiro presidente de Angola, numa cerimónia que durou cerca de 15 minutos. António Costa fez-se acompanhar por vários membros do Governo português.

O encontro entre o presidente de Angola e o primeiro-ministro português tem lugar por volta das 11 horas locais, num momento em que parece ter sido ultrapassada a tensão entre Lisboa e Luanda relativa ao processo por corrupção do antigo vice-presidente angolano, Manuel Vicente.

Como era desejo do Governo de Lourenço, Portugal aceitou a transferência do processo para a Justiça angolana.

Esta terça-feira, Costa é recebido por João Lourenço com honras militares no Palácio Presidencial, depois de uma intervenção num fórum empresarial luso-angolano.

"Problemas ultrapassados"

Aos jornalistas, António Costa disse estar " a construir uma relação de grande confiança política."

O primeiro-ministro português insistiu em que os problemas entre Lisboa e Luanda estão "completamente ultrapassados".

António Costa recordou também que, terça-feira, são assinados acordos bilaterais que representam "um novo impulso nas relações entre os dois países," como o Acordo Estratégico de Cooperação e um conjunto de documentos para reforçar a confiança aos investidores angolanos em Portugal e aos portugueses em Angola."

Devem ser assinados também uma convenção para acabar com a dupla tributação, um acordo para o alargamento de mil para 1.500 milhões de euros da linha de crédito às exportações e um acordo para aumentar as ligações aéreas entre os dois países."

Antes de regressar a Lisboa, o primeiro-ministro desloca-se à Assembleia Nacional de Angola, visita a empresa Angonabeiro e a obra do Instituto Hematológico Pediátrico, construção a cargo da Mota-Engil.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

PM português em Luanda para uma reaproximação definitiva

António Costa em Angola para "falar do futuro"

Angola colocou mais 11.373 milhões de kwanzas na rua em julho