Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Papa Francisco em digressão pelo Báltico

Papa Francisco em digressão pelo Báltico
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Papa Francisco inicia no sábado na Lituânia uma digressão pelos países bálticos, naquela que é a primeira visita de um líder da Igreja Católica à região num quarto de século.

Uma deslocação durante a qual o Sumo Pontífice recordará as chagas da ocupação soviética e nazi.

O reverendo Mykolas Sotkichenka diz que "a visita reflete as ideias do Papa de analizar a periferia, em vez dos centros de poder estabelecidos. Vem à Lituânia quando o país celebra 100 anos de independência e 25 anos desde a visita de João Paulo II. Segundo as estatísticas, 80 por cento da população lituana identifica-se como Católica Romana, contra apenas 21 por cento na Letónia e menos de 1 por cento na Estónia".

Se João Paulo II visitou a Lituânia, Letónia e Estónia apenas dois anos depois da desintegração da União Soviética, o Papa Francisco viajará a três membros da União Europeia de relações tensas com os vizinhos russos.

Em Vilnius, uma voluntária diz que esperam "ver aqui cerca de 40.000 pessoas, mas em todo o país, serão largos milhares ou mesmo um milhão".

O Sumo Pontífice passará o fim-de-semana em território lituano e o início da próxima semana na Letónia e na Estónia.