Última hora

Última hora

Investigação contra o cancro vence Prémio Nobel da Medicina

Em leitura:

Investigação contra o cancro vence Prémio Nobel da Medicina

Investigação contra o cancro vence Prémio Nobel da Medicina
Tamanho do texto Aa Aa

A academia sueca atribuiu, esta segunda-feira, o Prémio Nobel da Medicina 2018 ao norte-americano James P. Allison e ao japonês Tasuku Honjo.

Os dois investigadores desenvolveram novas descobertas na área da terapia contra o cancro, bloqueando a regulação do nosso sistema imunitário.

Segundo o Comité do galardão, as descobertas dos dois laureados iniciaram "um novo paradigma na luta contra o cancro".

James P. Allison é investigador no Centro de Oncologia MD Anderson da Universidade do Texas, nos Estados Unidos da América e estudou uma proteína que age como um "travão" no sistema imunológico. Allison percebeu que soltar esse "travão" poderia ajudar as células a combater o cancro.

Numa investigação paralela, Tasuku Honjo, da Universidade de Quito, no Japão, descobriu uma outra proteína nas células imunitárias que funciona, também, como um inibidor, mas com um mecanismo de ação diferente. Esta descoberta tem-se revelado eficaz no tratamento de alguns tipos de cancro.

O Prémio Nobel da Medicina tem um valor de nove milhões de coroas suecas, o equivalente a cerca de 871 mil euros.