Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

União Europeia avança para a proibição de plásticos descartáveis

União Europeia avança para a proibição de plásticos descartáveis
Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento Europeu aprovou a proibiçâo de uma variedade de plásticos de utilização única, ou descartável.

É um primeiro passo para conter a poluição dos oceanos. Neste pacote de medidas estão contemplados, para já, os talheres e pratos de plástico, os cotonetes, palhinhas, bastões de balões, entre outros.

A dificuldade será, segundo o responsável do GreenPeace, Kevin Stairs, a legislação de cada país.

"Substâncias químicas perigosas que são intencionalmente incluídas na produção de plástico, assim como poluição tóxica no ambiente selvagem, ligadas a essas partículas de plástico, são produtos químicos que estão a entrar na cadeia alimentar e afetam a vida selvagem e os seres humanos. O problema real, diria, vai estar na implementação pelos estados membros, ao nível de cada país, de legislação para reduzir significativamente o consumo de plásticos de utilização única".

A Comissão Europeia pede também a redução no uso de recipientes de plástico para comida ou bebida. Espera-se que a diretiva entre em vigor até 2021.

Estima-se que, se nada for feito, em 2050 haja mais plástico do que peixes nos oceanos.