Colômbia quer travar migração da Venezuela

Colômbia quer travar migração da Venezuela
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ivan Duque deu uma entrevista à Euronews, onde explica a posição do país quanto à migração oriunda da Venezuela.

PUBLICIDADE

Dois a quatro milhões de venezuelanos deixaram o país, desde 2015. A miséria e a agitação política na Venezuela levaram a população a procurar outros países em busca de melhores condições de vida. Uma situação que está a afetar a América do Sul, em especial a Colômbia, onde já chegaram quase um milhão de refugiados.

Ivan Duque tem sido um duro crítico do regime de Maduro. Recentemente, o presidente colombiano pediu à Comissão Europeia ajuda para fazer face à crise migratória venezuelana.

Para Duque, "o diálogo com um ditador que todos os dias comete crimes não produziu qualquer resultado até agora. A comunidade internacional deve obrigá-lo a deixar o poder e iniciar uma transição para que os venezuelanos possam recuperar a liberdade".

Questionado sobre a intenção de realizar uma intervenção militar para derrubar Maduro, o presidente da Colômbia refuta qualquer uso de armas como resposta.

"Eu sempre disse que a solução não deveria ser militar. Porque é isso que o ditador sempre quis. O ditador quer criar o demónio de uma intervenção militar para se perpetuar no poder. Ele é um ditador que se quer perpetuar no poder", afirma.

A entrevista da jornalista Ana Lazaro Bosch a Ivan Duque será exibida na totalidade no programa "The Global Conversation", na Euronews.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Crise migratória na América do Sul é "chocante", diz Angelina Jolie

"Deram ordem para matar Maduro"

Portugal lembra Venezuela de que "há uma linha vermelha" com custos