Última hora

Última hora

Inquilina em Paris condenada a multa de 40.000 euros por usar o Airbnb

Em leitura:

Inquilina em Paris condenada a multa de 40.000 euros por usar o Airbnb

Inquilina em Paris condenada a multa de 40.000 euros por usar o Airbnb
@ Copyright :
REUTERS/Gonzalo Fuentes/File Photo
Tamanho do texto Aa Aa

Em França, um caso agora julgado em tribunal pode mudar o panorama do arrendamento turístico de curta duração.

Uma mulher foi condenada por subarrendar um apartamento em Paris, em que é inquilina, através da plataforma Airbnb, uma prática que é proibida, apesar de ser corrente.

A arguida, que não quer identificar-se, justifica o episódio: "Foi de boa-fé. Para mim, o importante era continuar a ter um teto. Por isso entrei neste esquema. Era importante poder continuar a ter um teto em Paris, visto a renda ter subido tanto".

Já o advogado do senhorio, Jonathan Bellaïche, pensa que esta sentença pode dar o exemplo: "Penso que vai, necessariamente, dissuadir as pessoas que cometem estes atos ilícitos. Deixam de ter interesse económico em cometer estes abusos e isso vai evitar esta concorrência desleal à hotelaria".

O caso pode abrir um precedente para que se julguem outros casos como este e abalar o líder dos arrendamentos turísticos. Não é o primeiro caso a ser julgado, mas é a maior multa aplicada até agora: 40 mil euros, correspondente ao montante que recebeu do AirB&B.